Presidente do Chile entra em quarentena preventiva após contato com pessoa infectada pelo coronavírus

Uma pessoa que trabalha na residência do presidente Sebastián Piñera foi diagnosticada com Covid-19. Ele entrou em quarentena preventiva junto com a mulher. Sebástian Piñera, presidente do Chile, em outubro de 2020 Marcelo Segura/Cortesia da Presidência Chilena/Handout via Reuters O presidente do Chile, Sebastián Piñera, e sua esposa entraram em quarentena preventiva de 14 dias após serem notificados que uma pessoa com quem eles tiveram contato está cm Covid-19, de acordo com um comunicado da presidência nesta terça-feira (12). O paciente é uma pessoa que trabalha na casa de Piñera. O presidente e a primeira-dama, Cecília Morel, estão sem sintomas e os últimos testes PCR de rotina realizados por ambos na segunda-feira passada foram negativos. Número de infectados e mortos por Covid-19 sobe 60% em São Paulo em relação há 14 dias A Presidência esclareceu que apesar da quarentena preventiva "eles vão manter suas atividades por meio eletrônico". Aparição pública pela manhã Pela manhã, Piñera participou de um evento para comemorar uma aliança entre as Forças Armadas e a polícia na luta contra a imigração ilegal e o tráfico de pessoas. No evento, antes de ser notificado que o teste de uma pessoa próxima a ele havia dado positivo, o presidente estava cercado por altos comandantes das Forças Armadas e da polícia, além de vários membros do Gabinete Executivo, como o ministro da Defesa, Baldo Prokurica. Todos usaram máscaras durante o ato, apenas Piñera tirou a máscara no momento em que fez sua declaração à imprensa. O Chile atualmente registra um aumento gradual nos casos de coronavírus desde a semana passada. Desde o começo da pandemia, mais de 17 mil pessoas morreram em consequência da COvid-19 no país. Vídeos: mais assistidos do G1

Presidente do Chile entra em quarentena preventiva após contato com pessoa infectada pelo coronavírus

Uma pessoa que trabalha na residência do presidente Sebastián Piñera foi diagnosticada com Covid-19. Ele entrou em quarentena preventiva junto com a mulher. Sebástian Piñera, presidente do Chile, em outubro de 2020 Marcelo Segura/Cortesia da Presidência Chilena/Handout via Reuters O presidente do Chile, Sebastián Piñera, e sua esposa entraram em quarentena preventiva de 14 dias após serem notificados que uma pessoa com quem eles tiveram contato está cm Covid-19, de acordo com um comunicado da presidência nesta terça-feira (12). O paciente é uma pessoa que trabalha na casa de Piñera. O presidente e a primeira-dama, Cecília Morel, estão sem sintomas e os últimos testes PCR de rotina realizados por ambos na segunda-feira passada foram negativos. Número de infectados e mortos por Covid-19 sobe 60% em São Paulo em relação há 14 dias A Presidência esclareceu que apesar da quarentena preventiva "eles vão manter suas atividades por meio eletrônico". Aparição pública pela manhã Pela manhã, Piñera participou de um evento para comemorar uma aliança entre as Forças Armadas e a polícia na luta contra a imigração ilegal e o tráfico de pessoas. No evento, antes de ser notificado que o teste de uma pessoa próxima a ele havia dado positivo, o presidente estava cercado por altos comandantes das Forças Armadas e da polícia, além de vários membros do Gabinete Executivo, como o ministro da Defesa, Baldo Prokurica. Todos usaram máscaras durante o ato, apenas Piñera tirou a máscara no momento em que fez sua declaração à imprensa. O Chile atualmente registra um aumento gradual nos casos de coronavírus desde a semana passada. Desde o começo da pandemia, mais de 17 mil pessoas morreram em consequência da COvid-19 no país. Vídeos: mais assistidos do G1