PL anuncia apoio a Rodrigo Pacheco na disputa para a presidência do Senado

Eleição para o comando do Senado será em fevereiro. Candidatura de Pacheco (DEM-MG) é articulada pelo atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e tem apoio de Bolsonaro. O PL anunciou nesta terça-feira (12) apoio ao senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) na disputa para a presidência do Senado Federal. Em nota enviada à imprensa, o líder da bancada, senador Carlos Portinho (PL-RJ), afirmou que a decisão foi unânime. O PL tem três senadores. Além de Portinho, representam o partido no Senado Jorginho Mello (SC) e Welington Fagundes (MT). A eleição para o comando do Senado acontecerá em fevereiro. A candidatura de Pacheco é articulada pelo atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e conta com o apoio do presidente Jair Bolsonaro. Além do PL, o PSD (com 11 senadores), o PT (6), o PROS (3), o Republicanos (3) e o PSC (1) já anunciaram seu apoio a Pacheco. Somado ao DEM, que tem 5 integrantes, o apoio a Pacheco reúne, em tese, 32 dos 81 senadores. Isso porque a votação é secreta e, portanto, um parlamentar pode não seguir a orientação de seu partido. No entanto, diferentemente do que ocorre na Câmara, senadores de um partido costumam votar unidos em um mesmo candidato. PT decide apoiar Rodrigo Pacheco (DEM) para a presidência do Senado

PL anuncia apoio a Rodrigo Pacheco na disputa para a presidência do Senado
Eleição para o comando do Senado será em fevereiro. Candidatura de Pacheco (DEM-MG) é articulada pelo atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e tem apoio de Bolsonaro. O PL anunciou nesta terça-feira (12) apoio ao senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) na disputa para a presidência do Senado Federal. Em nota enviada à imprensa, o líder da bancada, senador Carlos Portinho (PL-RJ), afirmou que a decisão foi unânime. O PL tem três senadores. Além de Portinho, representam o partido no Senado Jorginho Mello (SC) e Welington Fagundes (MT). A eleição para o comando do Senado acontecerá em fevereiro. A candidatura de Pacheco é articulada pelo atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e conta com o apoio do presidente Jair Bolsonaro. Além do PL, o PSD (com 11 senadores), o PT (6), o PROS (3), o Republicanos (3) e o PSC (1) já anunciaram seu apoio a Pacheco. Somado ao DEM, que tem 5 integrantes, o apoio a Pacheco reúne, em tese, 32 dos 81 senadores. Isso porque a votação é secreta e, portanto, um parlamentar pode não seguir a orientação de seu partido. No entanto, diferentemente do que ocorre na Câmara, senadores de um partido costumam votar unidos em um mesmo candidato. PT decide apoiar Rodrigo Pacheco (DEM) para a presidência do Senado