Com salários entre R$ 4,5 mil e R$ 30 mil, concurso do Ministério Público do AP oferta 19 vagas

Vagas são para nível médio e superior e provas estão marcadas para agosto. Sede da Procuradoria-Geral de Justiça do Amapá, do Ministério Público do Amapá MP/Divulgação O Ministério Público do Amapá (MP-AP) divulgou editais de concursos públicos com 19 vagas para quadro de pessoal e promotor de Justiça substituto. As inscrições iniciam na quinta-feira (8) e seguem até 7 de maio. Os salários variam de R$ 4,5 mil até 30 mil, dependendo do cargo. A banca organizadora do concurso público é a Cebraspe. São 9 vagas para promotor de Justiça e 10 vagas para quadro de pessoal, com cargos para nível médio e superior. Confira as oportunidades: Promotor de Justiça substituto (acesse o edital) Requisitos: bacharelado em direito + 3 anos de atividade jurídica Remuneração: R$ 30.404,42 Analista ministerial - ensino superior (acesse o edital) Especialidade: psicologia (1 vaga) Remuneração: R$ 6.239,72 + R$ 1.372,75 de auxílio-alimentação Especialidade: serviço social (2 vagas) Remuneração: R$ 6.239,72 + R$ 1.372,75 de auxílio-alimentação Especialidade: tecnologia da informação (1 vaga) Remuneração: R$ 6.239,72 + R$ 1.372,75 de auxílio-alimentação Técnico ministerial - ensino médio (acesse o edital) Especialidade: auxiliar administrativo (4 vagas) Remuneração: R$ 4.584,25 + R$ 1.372,75 de auxílio-alimentação Inscrições e provas No endereço: https://www.cebraspe.org.br/concursos o candidato pode consultar os editais e cronograma. Para o cargo de promotor, a taxa é de R$ 160, para nível médio é de R$ 84 e para nível superior ficou em R$ 107. As provas objetiva e discursiva para os cargos do quadro de pessoal estão previstas para 1º de agosto. Para promotor de Justiça, a prova preambular será aplicada no domingo segunda, 8 de agosto. Justificativa O MP-AP explicou que a quantidade de vagas ofertadas atende a Lei Mansueto, que segundo a entidade "proíbe a realização de concurso público, exceto para as reposições de vacâncias e formação do cadastro de reserva". Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:

Com salários entre R$ 4,5 mil e R$ 30 mil, concurso do Ministério Público do AP oferta 19 vagas

Vagas são para nível médio e superior e provas estão marcadas para agosto. Sede da Procuradoria-Geral de Justiça do Amapá, do Ministério Público do Amapá MP/Divulgação O Ministério Público do Amapá (MP-AP) divulgou editais de concursos públicos com 19 vagas para quadro de pessoal e promotor de Justiça substituto. As inscrições iniciam na quinta-feira (8) e seguem até 7 de maio. Os salários variam de R$ 4,5 mil até 30 mil, dependendo do cargo. A banca organizadora do concurso público é a Cebraspe. São 9 vagas para promotor de Justiça e 10 vagas para quadro de pessoal, com cargos para nível médio e superior. Confira as oportunidades: Promotor de Justiça substituto (acesse o edital) Requisitos: bacharelado em direito + 3 anos de atividade jurídica Remuneração: R$ 30.404,42 Analista ministerial - ensino superior (acesse o edital) Especialidade: psicologia (1 vaga) Remuneração: R$ 6.239,72 + R$ 1.372,75 de auxílio-alimentação Especialidade: serviço social (2 vagas) Remuneração: R$ 6.239,72 + R$ 1.372,75 de auxílio-alimentação Especialidade: tecnologia da informação (1 vaga) Remuneração: R$ 6.239,72 + R$ 1.372,75 de auxílio-alimentação Técnico ministerial - ensino médio (acesse o edital) Especialidade: auxiliar administrativo (4 vagas) Remuneração: R$ 4.584,25 + R$ 1.372,75 de auxílio-alimentação Inscrições e provas No endereço: https://www.cebraspe.org.br/concursos o candidato pode consultar os editais e cronograma. Para o cargo de promotor, a taxa é de R$ 160, para nível médio é de R$ 84 e para nível superior ficou em R$ 107. As provas objetiva e discursiva para os cargos do quadro de pessoal estão previstas para 1º de agosto. Para promotor de Justiça, a prova preambular será aplicada no domingo segunda, 8 de agosto. Justificativa O MP-AP explicou que a quantidade de vagas ofertadas atende a Lei Mansueto, que segundo a entidade "proíbe a realização de concurso público, exceto para as reposições de vacâncias e formação do cadastro de reserva". Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP: