Auxílio Emergencial: trabalhadores reclamam de benefício ainda 'em processamento'

Ministério da Cidadania diz que requerimentos estão passando por uma nova avaliação, 'realizada a partir das informações mais recentes disponíveis nas bases de dados governamentais'. Nova rodada do Auxílio Emergencial começou a ser pago nesta terça-feira (6) LEONARDO SÁ/AG SENADO Com o início do pagamento da primeira parcela da nova rodada do Auxílio Emergencial nesta terça-feira (6), muitos beneficiários reclamam que seus cadastros para renovação da ajuda em 2021 estão "em processamento" no app Caixa TEM, da Caixa Econômica Federal. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, eximiu o banco de responsabilidade, e afirmou que todos os nomes enviados pela Dataprev, que faz a gestão dos cadastros de beneficiários do auxílio, receberam o depósito prometido. Segundo a Caixa, são mais de 2,4 milhões de pessoas nascidas em janeiro, grupo que recebeu a primeira parcela do benefício na terça. SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL Terei direito? Quanto vou receber? Veja perguntas e respostas Veja o calendário completo Já o Ministério da Cidadania, procurado pelo G1, afirmou que o status "em processamento" indica que o requerimento "está passando por uma nova avaliação, realizada a partir das informações mais recentes disponíveis nas bases de dados governamentais". Com isso, trabalhadores cujo benefício apresente esse status ainda poderão receber os valores, caso venham a ter o requerimento aprovado. As informações sobre o pagamento serão disponibilizadas depois que o Dataprev processar os lotes remanescentes, reprocessar os retidos no primeiro lote e analisar o público do Bolsa Família. Ainda segundo o ministério, nos casos em que a aprovação acontecer após a data para a qual estava programado o pagamento da primeira parcela para aquele beneficiário, o recurso será pago após a conclusão do processo. Não foi esclarecido, contudo, o motivo do atraso de confirmação de parte dos cadastros. VÍDEO: Auxílio Emergencial 2021 - entenda as regras da nova rodada Alcance do benefício diminuiu Têm direito à nova rodada do Auxílio Emergencial os beneficiários que foram autorizados e receberam a ajuda até o último mês de 2020. No entanto, foram inseridos novos filtros para reduzir o alcance do benefício. Os principais filtros foram a redução para apenas um beneficiário por família (em vez de dois), e critério de renda – até meio salário mínimo per capita ou 3 salários mínimos ao todo no ambiente familiar. É nessa "limpa de cadastros" que ocorrem os novos processamentos. Veja como saber se você vai receber Saiba como contestar se você teve o beneficio negado Beneficiário precisa estar com o CPF regular; veja como fazer Filas no primeiro dia de pagamentos Houve registro de filas nas unidades da Caixa Econômica Federal no primeiro dia de depósitos, mesmo ser ser possível ainda fazer saques. Guimarães disse que os critérios de depósito pela data de nascimento foram mantidos para facilitar a compreensão do público e que apenas os beneficiários com cadastro suspenso por suspeita de fraude devem comparecer às agências no momento.

Auxílio Emergencial: trabalhadores reclamam de benefício ainda 'em processamento'

Ministério da Cidadania diz que requerimentos estão passando por uma nova avaliação, 'realizada a partir das informações mais recentes disponíveis nas bases de dados governamentais'. Nova rodada do Auxílio Emergencial começou a ser pago nesta terça-feira (6) LEONARDO SÁ/AG SENADO Com o início do pagamento da primeira parcela da nova rodada do Auxílio Emergencial nesta terça-feira (6), muitos beneficiários reclamam que seus cadastros para renovação da ajuda em 2021 estão "em processamento" no app Caixa TEM, da Caixa Econômica Federal. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, eximiu o banco de responsabilidade, e afirmou que todos os nomes enviados pela Dataprev, que faz a gestão dos cadastros de beneficiários do auxílio, receberam o depósito prometido. Segundo a Caixa, são mais de 2,4 milhões de pessoas nascidas em janeiro, grupo que recebeu a primeira parcela do benefício na terça. SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL Terei direito? Quanto vou receber? Veja perguntas e respostas Veja o calendário completo Já o Ministério da Cidadania, procurado pelo G1, afirmou que o status "em processamento" indica que o requerimento "está passando por uma nova avaliação, realizada a partir das informações mais recentes disponíveis nas bases de dados governamentais". Com isso, trabalhadores cujo benefício apresente esse status ainda poderão receber os valores, caso venham a ter o requerimento aprovado. As informações sobre o pagamento serão disponibilizadas depois que o Dataprev processar os lotes remanescentes, reprocessar os retidos no primeiro lote e analisar o público do Bolsa Família. Ainda segundo o ministério, nos casos em que a aprovação acontecer após a data para a qual estava programado o pagamento da primeira parcela para aquele beneficiário, o recurso será pago após a conclusão do processo. Não foi esclarecido, contudo, o motivo do atraso de confirmação de parte dos cadastros. VÍDEO: Auxílio Emergencial 2021 - entenda as regras da nova rodada Alcance do benefício diminuiu Têm direito à nova rodada do Auxílio Emergencial os beneficiários que foram autorizados e receberam a ajuda até o último mês de 2020. No entanto, foram inseridos novos filtros para reduzir o alcance do benefício. Os principais filtros foram a redução para apenas um beneficiário por família (em vez de dois), e critério de renda – até meio salário mínimo per capita ou 3 salários mínimos ao todo no ambiente familiar. É nessa "limpa de cadastros" que ocorrem os novos processamentos. Veja como saber se você vai receber Saiba como contestar se você teve o beneficio negado Beneficiário precisa estar com o CPF regular; veja como fazer Filas no primeiro dia de pagamentos Houve registro de filas nas unidades da Caixa Econômica Federal no primeiro dia de depósitos, mesmo ser ser possível ainda fazer saques. Guimarães disse que os critérios de depósito pela data de nascimento foram mantidos para facilitar a compreensão do público e que apenas os beneficiários com cadastro suspenso por suspeita de fraude devem comparecer às agências no momento.